0

[BEDA 13] Cinco motivos que me fazem ler

16.8.15

안녕하세요! Não é novidade nenhuma que eu gosto de ler. Eu comecei desde pequena e, com o passar dos anos, meu gosto pela leitura foi crescendo. Mas tem gente que ainda não entende como eu - com 20 anos, estudante de TI e amante de exatas - tenho mais de 100 livros lidos, sem contar os de estudo (tem gente na mesma idade que já leu muito mais u.u). Eu fico pensando com meus botões o porquê de as pessoas não se interessarem pela leitura e o porquê de elas não entenderem o porquê de eu ler tanto assim, chegando até ao ponto de ler três ou quatro livros simultaneamente.

Aí eu fiquei pensando, numa dessas de não terminar um post, e resolvi que ia colocar aqui os cinco motivos principais que me fazem ler. Não é lá muita coisa, e muita gente já deve ter visto alguns dos motivos aqui (se não todos) nesses textos que listam vários motivos pra começar a ler e tal. Mas, ainda assim, eu quero deixar registrado aqui no blog o que me faz querer continuar lendo.


  1. Ativar a imaginação

  2. A leitura faz com que eu tenho uma imaginação bem melhor. Eu notei que durante a leitura de um livro, minha imaginação voa tanto que tem gente que me chama de retardada ¬¬' (vou nem falar da ignorância que rola, né!). Mas também vai dependendo do livro ou gênero que estou focando. Por exemplo: agora eu tô lendo uns três livros, mas tô focando bastante em "O Morro dos Ventos Uivantes", então minha imaginação fica com uns tons meio obscuros. Então tudo o que eu imagino é assim, com tons obscuros. Se eu focar em "A fúria dos reis" da série Guerra dos tronos, então eu vou pensar em coisas mais escuras, vermelhas e azuis, porque esses tons e cores me fazem lembrar da série. Eu sei que é coisa de gente louca (louca e não retardada ¬¬'), mas isso ajuda bastante quando eu quero criar algo novo. Por estar dando bastante foco em "O Morro dos Ventos Uivantes" e em "Um dia", então eu tô querendo as coisas com cara bem de menininha, de gente apaixonada e tal. Porque esses livros têm uma história de amor por trás do foco principal deles. Não sei se deu pra entender, mas é isso aí!
  3. Aumentar o vocabulário

  4. Sabe quando você fala uma palavra e o pessoal fica tipo "O que cargas d'água é isso?" e você fica "u.u procurem no dicionário"? Pois bem, eu adoro quando esse tipo de situação acontece comigo porque mostra o quão elevado está o meu vocabulário. Claro que o uso dessa palavras e expressões dependem do que eu estou lendo, e claro que eu não as uso sempre. Não sei, acho que eu devo ser estranha por isso, mas eu gosto e falo mesmo! Fica incrível na hora de criar um texto, ter uma conversa mais formal e pra falar com pessoas que eu não conheço. Nessas situações, ter um vocabulário maior acaba com as gírias, com a repetição de palavras e a ortografia fica mais "limpa".
  5. A viagem

  6. Acho que de todos os motivos nesse post, esse deve ser o mais conhecido. É bem comum me ouvir falar "você tá lá no livro, mas continua aqui". Por conta desse motivo eu já fui pra Paris, Londres, o sítio da Dona Benta, passei por Nárnia e fiquei por um bom tempo em Hogwarts e em todo aquele mundo extraordinário da escola de magia. Isso também mexe bastante com minha imaginação e até ajuda a "ativá-la". Além do mais, eu sinto uma vontade enorme de realmente sair viajando, escolher o destino de qualquer livro e me aventurar por lá.
  7. Paixão por personagens

  8. Aos leitores assíduos: quem é que nunca teve um interesse a mais em algum personagem? Parece idiota, mas é comum. Principalmente pra quem, assim como eu, lê tanto Nicholas Sparks e John Green e se amarra num romance. Pra quem me vê, atualmente, lendo "As crônicas de gelo e fogo", falando tanto de Ozzy Osbourne, ouvindo uns rock pesado e sendo de exatas, até é compreensível que não saibam, mas, sim, eu já li muito Nicholas Sparks e já chorei com John Green (se você leu/assistiu "A culpa é das estrelas" e não conseguiu sentir uma pontadinha de emoção sequer com ou filme e principalmente com o discurso da Hazel, então desculpa aí. Insensível). Mas o que faz eu me emocionar tanto assim não é só a história em si, mas também os personagens. Já pensou se a Hazel ou o Gus fossem outros? E se o Landon não tivesse se apaixonado pela Jamie em "Um amor para recordar"? O que teria acontecido? Isso não é só ficção. O principal fato que me faz ser tão apegada (e até apaixonada) pelos personagens é que eles podem ter sido inspirados em pessoas reais. Dá pra saber que tem gente de tudo quanto é gosto nessa Terra, eu fico me perguntando se tal característica realmente existe e o que eu faria caso passasse um aperto com alguém daquele jeito. Sei que é outra singularidade minha, mas eu também gosto disso. Me ajuda a lidar melhor com as pessoas.
  9. Mente aberta

  10. Ninguém deve saber, mas a leitura é o principal motivo de eu ter uma mente tão aberta. Quer dizer, se um autor se aprofunda sobre um assunto que eu não conheço, então eu pode me interessar e dar uma pesquisada maior sobre aquilo. Acontece bastante de aparecer um assunto desconhecido, e mesmo sendo desinteressante eu ainda pesquiso. É legal pra eu ter discernimento das coisas, conhecer o desconhecido. Além disso, quando eu converso com alguém que leu o mesmo livro que eu, fica interessante conhecer pontos de vista diferentes. Isso me prepara pra quando vou discutir qualquer assunto. Eu não fico mais esquentadinha só por achar a opinião alheia errada, já que cada pessoa tem sua forma de pensar. E quando a situação pede um resultado final, é legal saber quais caminhos as pessoas tomam e porquê. Afinal, cada cabeça uma sentença, não é?!

Espero que tenha dado pra entender e conhecer minhas perspectivas em relação à leitura.
Blogger
Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Voltar ao topo
voltar ao topo