0

Eu assisto #3.1: American Horror Story - Murder House

26.11.14

안녕하세요! Demorei pra fazer esse post, né? Mas, de acordo com este eu só começaria a falar sobre AHS depois do ENEM. Até aí, tudo bem! PORÉM eu havia me esquecido completamente que, exatamente duas semanas depois do segundo dia de prova, eu faria outra prova! Resultado: devido a pressa, esse layout novo deu problema logo que eu instalei. Tive que recomeçar tudo e nem estudei porque eu tava de saco cheio de tentar entender sozinha aquilo que era pra alguém ter me ensinado durante meu último ano na escola. Vulgo: falta de professor na escola e preguiça, dos que iam, de ensinar.

Entretanto, não vim falar sobre vestibular, layout, escola e nem nada disso. Tou aqui pra falar de American Horror Story, uma das melhores séries que eu tenho prazer e orgulho de ter na minha grade!


Os Harmon estão enfrentando muitos conflitos em sua nova casa. O principal decorrente do adultério de Ben Harmon e das consequências posteriores com sua esposa Vivien e sua filha Violet. Outros conflitos incluem o comportamento intrusivo dos vizinhos Constance e Adelaide, bem como intrusões de um dos pacientes do Dr. Harmon, Tate. Uma parada de visitantes misteriosos para seu lar assombrado, incluindo a cicatriz Larry Harvey faz o primeiro ano dos Harmon em Los Angeles ser muito perigoso. A casa parece ter uma história viva, que vai desde assassinatos brutais à manifestações demoníacas, e parece ter vontade própria.

Classificação indicativa: Não recomendado para menores de 18 anos.

Personagens principais


Dr. Benjamin Harmon (Dylan McDermott)


Dr. Benjamin "Ben" Harmon é um psiquiatra que trabalha em casa. Ele viveu em Boston, Massachusetts, com sua esposa Vivien e a filha Violet. Depois de sofrer um aborto, Vivien e ele entraram em um grave estado de sofrimento. Isso motivou Ben a trair a esposa com uma estudante, Hayden McClaine, engravidando-a. Em uma tentativa de salvar o casamento, os Harmon se mudam para Los Angeles para recomeçarem.


Ben disse que sua infância foi bem difícil. Ele estava indo por um caminho de destruição e jamais imaginaria possível se tornar um médico.

Vivien Harmon (Connie Britton)


Vivien é violoncelista profissional mas parou de tocar por razões desconhecidas. Ela abortou seu segundo filho aos sete meses mas teve de carregá-lo por mais dois meses e dar a luz a um natimorto.
Talvez essa tenha sido a razão de parar de tocar. Depois de dar à luz, seu marido teve um caso com uma estudante e ela o pegou traindo em sua própria cama.

Violet Harmon (Taissa Farmiga)


Violet é a filha mais velha da família Harmon. Na tentativa de manter a família unida, Violet é obrigada a se mudar para Los Angeles. No início, ela não gosta da casa, mas ao saber dos assassinatos e suicídios cometidos antigamente, ela muda de opinião.

Foi sua opinião que persuadiu seus pais a comprarem a casa.

Tate Langdon (Evan Peters)


Tate é filho de Constance e tem três irmãos. É o único que não tem algum distúrbio mental ou deficiência física, embora ele tenha mostrado ser psicologicamente perturbado.

Tate atingiu seu ponto de ruptura em 1994 quando ateou fogo no atual namorado de sua mãe, Larry Harvey, após vê-lo matar um de seus irmãos com um travesso e, em seguida, cometeu um tiroteio em massa no Colégio Westfield, tirando a vida de quinze estudantes.

Larry Harvey (Dennis O'Hare)


Larry Harvey é o antigo dono da mansão. Teve queimaduras de terceiro grau em sua face e no lado esquerdo de seu corpo, causadas por Tate Langdon. Ele viveu na casa com sua esposa Lorraine e duas filhas no início de 1990. Ele reclama por ter sido preso após ser acusado de jogar gasolina nas camas da mulher e das filhas e atear fogo enquanto elas dormiam, e por estar fora devido o câncer terminal no cérebro.

Constance Langdon (Jessica Lange)


Constance Langdon mora ao lado dos Harmon, nasceu e cresceu na Virgina mas se mudou para Los Angeles para se tornar atriz. Em 1983, ela assassinou seu marido Hugo e Moira O'Hara, enquanto acreditava que eles tinham um caso. Após se livrar dos corpos, Constance caiu em depressão e se passou a beber muito. Com Hugo morto e a renda familiar esgotada, o banco tomou posso da casa e Constance teve de se mudar.

Moira O'Hara (Francis Conroy e Alexandra Breckenridge)


Moira O'Hara é a governanta dos Harmon e tem sido durante a estadia de várias famílias. Para as mulheres ela surge  como uma senhora idosa que enxerga apenas com um olho e de uniforme sensato, mas para o homens ela surge como uma bela jovem de saia curta e meias. De acordo com Moira, isso acontece porque a intuição das mulheres lhes dá uma visão na verdadeira natureza da pessoa, enquanto os homens apenas veem o que desejam. No entanto, se o homem puder resistir à compulsão de vê-la como um objeto sexual, ele também a verá como ela realmente é. Em seu rosto sênior ela é agradável e profissional, e em seu rosto jovem ela é sedutora e manipuladora. Ela ofende os homens como mentirosos e traidores, tendo encontrado seu fim em um. Desse modo, ela também simpatiza com mulheres que foram traídas.

Ela tem um profundo desejo de sair da casa, e está disposta a matar qualquer um que a impeça de ir.

O que eu acho

Me lembro como se fosse ontem que tivesse visto o primeiro episódio na TV, mas perdi o dia e horário e nem sabia o nome da série. Até que uma amiga me indicou na escola e eu fui assistir, já que adoro recomendações de séries!

Como eu disse, essa é uma das minhas séries favoritas. Essa primeira temporada não conta com tantos sustos, mas cria um suspense que por Lay! Eu assisti essa temporada já tem dois anos (ou quase três) mas eu lembro que fiquei impressionada pela história e um pouquinho obcecada pelos personagens. Tipo, o que era o Rubber Man, a Moira (que é de longe, minha favorita da temporada) e a Addie, tadinha?! Eu tava fascinada por tudo, até porque foi a primeira série do gênero que eu comecei a assistir. E os flashbacks? Ah, os flashbacks! A história da Constance com a Moira, o fato de a Moira ter aparência diferente pra quem a vê, o cara queimado, a história do Tate, o primeiro casal que viveu na casa... Nem tenho o que escrever, só sentir mesmo.

A temporada até que começou bem, mas... E o final? MEU LAY O QUE FOI AQUELE FINAL? Surpreendente, chocante, de cair o queixo e arregalar os olhos! Olha que eu nem dei spoilers... Se dei, me passou batido, e óbvio que eu não vou dar mais nem um detalhe sobre a série. Vou deixar no ar porque a série é mais conhecida do que assistida!

E por final, eu não posso deixar de falar do casal mais falado e lembrado por quem assiste a série: Tate e Violet! A química entre os atores é tão boa que eu demorei a acreditar que o Peter e a Formiguinha não tinham nada na vida real. Quando o couple é bom assim é difícil não shippar os atores, mas esse até perdeu a graça por conta da season 3 (ou pela bizarrice da season 2, mesmo?) ¬¬'

Tate e Violet <3

Os atores são ótimos, mas ainda ressalto as atuações de Jessica Lange, Francis Conroy e Alexandra Breckenridge! Além de interpretarem minhas duas personagens favoritas, também são, de longe, as melhores atrizes da temporada. Recomendo a série pra quem gosta de uma história um pouquinho perturbada antes de dormir, de um bom romance e de personagens intrigantes. Por pouco eu não dava nota 5,0. Mas alguns detalhes não me agradaram durante a temporada, então, nota 4,5. Ah, e basicamente é isso o que acontece com a Moira, pra quem não entendeu '-' chega até a ser meio confuso, mas depois a gente passa a entender melhor.

Blogger
Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Voltar ao topo
voltar ao topo